Wallapop é um dos aplicativos móveis mais conhecidos para compra e venda de itens em todo o país. Apesar de concorrentes como o Vinted terem surgido recentemente, é uma plataforma que já reúne mais de 10 milhões de usuários. Por isso, e porque está em jogo o dinheiro das vendas e compras de todos eles, é importante garantir a segurança das transações. Aqui, informamos se é seguro comprar e vender e como evitar fraudes no Wallapop.

O mercado de segunda mão em Wallapop é seguro?

Em geral, a resposta rápida é sim, embora com nuances. Claro, é provável que você tenha o azar de se deparar com um golpe ao comprar ou vender no Wallapop, mas há uma série de regras e parâmetros projetados para evitar que isso aconteça. Para começar, cabe destacar que para coletar os produtos vendidos no app, o usuário em questão deve cadastrar seu ID na plataforma, algo que já gera uma barreira de segurança por ter a identidade dos vendedores cadastrada.

Além disso, existem outras medidas que Wallapop toma para evitar fraudes. Verificar se as fotos dos produtos carregados no aplicativo não foram publicadas anteriormente na internet ou alertar o comprador ou vendedor sobre possíveis riscos quando for detectado que métodos alternativos de pagamento foram discutidos na conversa são alguns exemplos adicionais.

Apesar de todas essas barreiras de segurança, é provável que com as compras em mãos surjam mais problemas ou que após o envio de um produto em questão você receba algo diferente do que lhe foi prometido. Por isso, a seguir, oferecemos uma série de dicas para evitar ser enganado.

Como evitar problemas de compra e venda no Wallapop

  • Sempre pague pelo aplicativo com Wallapay: mesmo que o vendedor insista em usar outros métodos de pagamento como PayPal, Bizum ou transferência bancária, é mais seguro usar Wallapay porque caso algo dê errado durante o processo de compra, o Wallapop te apoia e paga você de volta através do Wallapop Protect. Além disso, o aplicativo exige que os vendedores verifiquem seus dados pessoais como RG, nome completo e dados bancários.
  • Verifique o perfil do vendedor: antes de comprar qualquer coisa, é aconselhável visitar o perfil do dono do produto que você está interessado para verificar se ele tem várias coisas à venda, tem foto de perfil, comentários positivos de outros usuários, compras suficientes e vendas… tudo isso pode ser uma indicação de que é alguém em quem você confia ou o contrário.
  • Cuidado com preços muito baixos: ou muito altos, pois em ambos os casos é provável que tenham sido definidos dessa forma de propósito para atrair a atenção dos compradores, para que eles pensem que é uma pechincha (ou um item único de colecionador) e por isso corram para comprar sem tomar precauções.
  • Não compre ou venda em áreas remotas: em caso de reunião presencial para realizar a venda, é sempre aconselhável organizar a reunião em um ponto central e movimentado, de preferência em plena luz do dia. Isso evitará possíveis roubos ou problemas derivados.
  • Sempre converse e negocie dentro do aplicativo: assim, caso algo estranho aconteça, podemos denunciar diretamente ao Wallapop e tudo ficará registrado. Caso o comprador ou vendedor nos peça para continuar a conversa fora do aplicativo (por Telegram, Whatsapp ou outro aplicativo), você tem o direito de recusar.

Em geral, você não terá problemas para comprar ou vender produtos no Wallapop. Mesmo assim, se algo acontecer, você pode consultar a seção “Central de Ajuda” do menu do aplicativo para ler um bom número de artigos analisando todos os contratempos possíveis e sua solução.